domingo, 3 de junho de 2007

Atividade 17/24 : auto-avaliação

Foi muito gratificante participar desta oficina, valeu a pena tantas tentativas para permanecer matriculada. No início, havia me matriculado corretamente e fiquei aguardando o início da oficina. Foi na época de finalização de PA e eu não dava conta das ativiades e da leitura de e-mails. Por isso, não percebi o recado para rematrícula e acabei excluída. Escrevi aos coordenadores da oficina e no final deu tudo certo.
Além do conhecimento da ferramenta, foi um grande aprendizado quanto ao trabalho em grupo, muito maior do que os realizados anteriormente em outras disciplinas. Foi diferente, talvez por trabalhar com colegas tão distantes, lembro apenas da Rosecler na etapa presencial, nos comunicamos apenas pelo blog e algumas vezes por e-mail.Aprendi a ler os comentários e a responde-los, pois passei pela experiência do “silêncio”, quando questionava e não recebia o retorno. Refleti quantas vezes eu fiz isso, até mesmo nesta oficina: ler um comentário e não responde-lo, mesmo que fosse para dar um “OK”. Dediquei-me ao máximo, assumi meu papel dentro do grupo: manifestei-me, dei sugestões, tomei iniciativas. Li as sugestões de colegas de outros grupos, foi enriquecedor, só acrescentaram, pois cada uma tem a sua contribuição dentro da sua visão de mundo.
Acho que estas atividades deveriam ter sido realizadas no início do curso, assim a minha caminhada teria sido diferente. Hoje eu sei o que é construir um trabalho em grupo, um estimula o outro, a publicação de um provoca a manifestação do outro, cada um colaborando do seu jeito, com a sua bagagem.
A organização das atividades foi perfeita, foram muitos desafios, no início ficava apavorada, imaginando se ia conseguir dar conta de tudo, pensando como me organizar para realizar o solicitado. As atividades foram motivadoras, e os comentários das professoras também, nunca fomos tão “vigiadas” durante os trabalhos. Aprendi muito sobre o papel do professor frente ao uso de tecnologias na busca do conhecimento e sei como agir com meus alunos: o que construímos até aqui tem muito sentido para mim.
Minhas dificuldades foram tanto técnicas como de tempo. Ler as informações chegar ao produto final não foi fácil, fui crescendo com o passar das semanas. Fui desafiada a fazer o tutorial no Bubbleshare: “é uma ferramenta fácil e não requer muito conhecimento...”, mas para mim foi no mínimo trabalhoso, um dia inteiro. Quando envolve muitos termos técnicos então, tive que ler e reler muitas vezes. Com relação ao tempo, não foi possível realizar todos os teste que gostaria, vai ficar para um outro momento desvendar os serviços pesquisados pelos outros grupos. Conciliar trabalho, casa e curso não é fácil, sempre tem que deixar alguma coisa para trás, não dá para fazer tudo.
Os momentos de desconcentração foram ótimos, a gincana, parar e sensibilizar-se com coisas que estão sempre ao nosso lado mas que nunca paramos para vê-las. As nossas visões de mundo.
Encerro minhas atividades com um grande conhecimento construído com a minha participação e a de colegas e professores maravilhosos, que levarei para minha sala de aula e para a formação de mais de cem futuros educadores, minhas alunas do Curso Normal.
Obrigado a todos.

3 comentários:

eloice disse...

Olá Ilane!
Passei para dar um olá!
Verifica na barra lateral esquerda encima não abre um imagem(imagino) no teu blog.São tantos detalhes...
Abraços,
Eloice.

eloice disse...

Na barra da direita!
Eloice.

Su disse...

Oi Ilane

Obrigada pelas tuas palavras. Sempre é bom saber que as coisas que planejamos com cuidado e com a intenção de que sejam as melhores possíveis para nossos alunos, realmente se tornaram tudo aquilo que queríamos.
A idéia desta disciplina era lançar sementes de uma nova forma de aprender. Aprender juntas, aprender a partir de uma motivação que vem das nossas curiosidades, aprender com os desafios e por meio deles. Aprender como uma relação social que linka tod@as nós numa rede.
A rede está aí e as ferramentas para mapeá-la, acompanhá-la, contribuir, apoiar e receber apoio, aí estão também.

desculpe o texto meio torto, mas tem dias que o pensamento não escorre para os dedos :)

abraço e que possamos seguir em contato. Afinal pra isso existe o bloglines :)